domingo, 3 de outubro de 2010

V.V.V - VÃO VIVER A VIDA

Depois de um tempo ensaiando para falar sobre o VVV, e algumas pessoas me pedirem a publicação de alguma coisa sobre o assunto, cá estou para fazer esse esclarecimento para quem se interessar em saber.

Com influência do "Hakunana Matata", o VVV surgiu naturalmente como uma forma física de expressar um momento importante e transformar esse momento em fotos que se torna registro das boas lembranças.

Deve se considerar o quanto se aprende em cada situação boa ou ruim que passamos mesmo não é uma tarefa fácil pois se trata de vários pontos de vista.

No meu ponto de vista, o VVV significa felicidade. Fazer o que me faz bem, curtir um momento sem se preocupar com antes e o depois, e sim concentrar-se naquele instante único.

A verdade é que nem todo mundo está preparado para Viver bem a Vida.

Muita gente se atola nessa vidinha corriqueira. Trabalham para ter dinheiro para ter coisas que lhe exigirá mais trabalho por precisar mante-las. É o ciclo vicioso de quem quer ter uma vida cotiana comum. Nâo ter tempo para si próprio....Chamo isso de sobrevivência e não vida.

Por maior que seja o nosso problema, nossa situação, nada será resolvido com preocupação excessiva. O bom mesmo é relaxar e sentar com os amigos e procurar uma boa solução de uma maneira que não faça você perder tambem o presente; buscar aprender com as pessoas que estão ao seu redor, com a histórias de vida; realizar um sonho; ter coragem para falar e fazer as coisas, arriscar, e assim abraçar o mundo pra dentro de você...Isso é viver. Não tem escola melhor do que aquela que nos coloca participando dos fatos.

Vão Viver a Vida também não deve ser encarado com atitudes sem responsabilidade, promiscuidade, ou o uso desenfreado de "euforia" artificial. Isso é coisa pra não sabe viver apenas com as coisas simples que Deus proporciona. Isso se chama fuga, o que não é o caso.

Estive preocupada com a minha responsabilidade de dinfundir sem querer uma filosofia adotada por tantos, e quanto isso poderia interferir em suas vidas. Em alguns casos percebi o quanto o VVV poderia agir negativamente em alguns, pois não se trata de uma justificativa para os atos. Trata-se de utilizar BEM os atos.

Não posso controlar fraquezas alheias sem auto-destruição e procurar saber utilizar algo tão simples a seu favor. Afinal de contas o lema eh VIVER e nada mais além disso..

O lado positivo, mais importante e mais gratificante da coisa, é que quem é "do Vao Viver" entende no primeiro minuto o real significado. As fotos VVV, a euforia natural da filosofia, a vontade de estar junto a natureza... Isso é prova claramente que algumas pessoa entendem o recado e sabem do que estou falando.

O VÃO VIVER A VIDA, tem influência positiva em quem entende o sua simplicidade..









O mais interessante é não precisar ver sorrisos em todas as fotos e ter certeza que essas pessoas estavam felizes. Você consegue sentir??

"VÃO VIVER A VIDA porque algumas pessoas apenas existem"

Luiza Azevedo Ribeiro

2 comentários:

Lise disse...

VVV é um filosofia que soma o Carpe Diem ao Hakuna Matata!!! Acho que explicar a filosofia VVV é algo complexo, pois não tem como traduzir fidedignamente em palavras e sim em sentimentos! Ou sente ou não sente! É AGIR! Acho que ARRISCAR seria um termo compatível à situação! AGIR + ARRISCAR + DESPREOCUPAR com a opinião e os comentários dos outros! É VIVER por aquilo que te da prazer mas sem perder a sã consciência! É exatamente NÃO SE ARREPENDER de algo que quis e fez! É ter certezas e convicções do que sente, ama e quer e buscar por isso!!!! Como eu disse antes não é uma questão de descrever e sim de SENTIR! E o mais especial de tudo isso, é conhecer pessoas maravilhosas que te fazem feliz e com elas passarem momentos perfeitos sem fazer nada e ter a sensação de que foi um dos melhores momentos da sua vida! Não é mesmo Lu????

marcia disse...

Lu,
Pode-se compreender o que é VVV, quando se vive o oposto e a alma não aguenta mais...então a gente sente que poderia viver de forma diferente, só não consegue dizer desse diferente. Lendo seu post as
idéias se encaixam perfeitamente. Mas o importante é mudar o que precisa pra viver de verdade não é?
bjim,
Titia Márcia